Friday, June 15, 2007

Tudo se transforma


"Na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma." Lavoisier
Depois de tanto tempo sem escrever neste blog acho que esta é a melhor frase que define esta ausência e este regresso.
A vida anda sempre num alvoroço, por vezes queremos que o tempo pare só uns minutos mas sabemos que não pára. Isto de às vezes não podermos ter tempo para nós mesmos é mau, e então para mim é mesmo mau. Nunca desejei tanto uma época de exames como a deste semestre... Finalmente tenho algum tempo para mim, algum tempo para fazer o desporto que tanto gosto e que "me leva os meus fantasmas".. e claro o tempo para estudar... será que falta uma terceira razão? hum..
Tudo na vida é preciso, e tudo se transforma quando é necessário. Porquê é que às vezes não é possível ter um sinergismo de tudo?? Quantas vezes não estamos tristes e de repente por algo simples como o olhar sobre as árvores ou as estrelas não mudam esse estado de alma? Não é que eu agora o esteja, não, mas como tudo se transforma por vezes acontece...
Química, Física, Matemática... enfim todas as ciências tentam explicar no fundo a razão de existir do Homem, mas todos sabem que está mais além do que uma simples explicação empírica. Algo a que a muitos é concedido, a outros irá sendo revelado e a alguns nunca o será. Algumas pessoas sabem de Quem falo, outros irão conhece-Lo e outros nunca O encontrarão... Os desígnios da vida são difíceis de entender.. mas se tudo fosse fácil acho que não teria tanta piada...

O Caminhante

2 comments:

Anonymous said...

O texto mais humano deste blog não poderia passar em branco... Nem sequer por uma pessoa que te pode trazer alguma tristeza ao olhar nos últimos tempos.
Um olhar maravilhosamente atento à luz que vibra no nosso coração - Deus.
Obrigada pelas palavras que nos trazes e que acendem a chama.
Mas não te esqueças... Ele encontrou-nos(amou-nos) primeiro...

Caminhante said...

Se fores quem eu estou a pensar.. Não me trouxes-te tristeza aos olhos! Foi muita coisa misturado como exemplo a perda de uma coisa que tanto gostava... o meu traje:p Ou por coisas que disse que não devia ter dito, como no dia do cortejo, não o queria dizer(e qd o disse n tinha maldade) :(:( Muitas das vezes fico chateado comigo próprio e não com os outros. E também me riu de besteiras que digo ou que faço.
A tua última frase era o que faltava no post! ;)

O Caminhante